Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

História e utilidade na cozinha: a origem do liquidificador

Curiosidades

Tempo estimado para leitura: 2 minutos

Tem História na Cozinha – Liquidificador

Os utensílios culinários utilizados no nosso dia a dia têm muita história. Hoje vamos saber um pouco mais sobre o liquidificador.
As lâminas do liquidificador são capazes de transformar a consistência dos alimentos, triturar ingredientes sólidos, homogeneizar alimentos pastosos, misturar líquidos e combinar diferentes consistências. Assim, alimentos que antes demoravam horas, hoje, graças a ele, podem ser liquidificados e misturados em poucos segundos.

A história

Há relatos de que o primeiro liquidificador foi inventado no ano de 1904 na Inglaterra e era um misto de liquidificador e batedeira, utilizado para misturar substâncias químicas.
Já o relato do primeiro misturador para fins alimentícios, um protótipo do liquidificador, é de que surgiu nos Estados Unidos em 1922, para facilitar a preparação de bebidas, especialmente do milk-shake.

Naquela época o milk-shake era feito com leite em pó na água fria, porém esse pó não diluía muito bem, fazendo com que os funcionários encarregados do seu preparo perdessem muito tempo batendo a mistura até que tudo misturasse bem e se tornasse cremosa.

Para otimizar este trabalho, o polonês Stephen Poplawski desenhou, em 1922, um recipiente de vidro que se encaixava em um pequeno motor elétrico com pás giratórias. Poplawski criou então a Stevens Electric, primeira empresa fabricante de liquidificadores e misturadores do mundo, que fornecia o equipamento para as redes de lanchonetes especializadas em vitaminas.

Mas foi apenas após alguns anos que o liquidificador, que até então era utilizado apenas para misturar bebidas em lanchonetes, passou a ter outra função: liquefazer alimentos sólidos nas cozinhas dos hospitais que preparavam dietas líquidas e pastosas para os pacientes com dificuldade de engolir.

Para que o equipamento pudesse desempenhar melhor essa nova função, já na década de 1930, uma empresa americana de equipamentos para cozinha dedicou-se a aprimorar e corrigir as deficiências do sistema de lâminas e de vedação do copo do primeiro modelo, passando a produzir um aparelho mais eficiente e em escala industrial.

O liquidificador no Brasil

No Brasil, o primeiro liquidificador foi fabricado em 1944 e ganhou o nome de Nêutron. Permaneceu no mercado até meados dos anos 1960, quando um imigrante alemão chegou ao país com um modelo importado e, após entender seu mecanismo, começou a produzir, em escala industrial, um semelhante.

Baixa rotação ou alta rotação?

Há atualmente no mercado diversos modelos de liquidificadores, de baixa ou alta rotação, para facilitar o trabalho e aumentar a produtividade. Os modelos de baixa rotação são indicados para fazer vitaminas e bater poupa de frutas. Já os de alta são mais indicados para massas, tortas e maioneses.

Dica

Na hora da compra, preste atenção no material que é feito o copo do liquidificador. Os de plástico são mais baratos e duráveis, porém podem, com o tempo, sofrer arranhões e se tornar alvo de bactérias. Os de vidro, um pouco mais caro e sensíveis, porém muito mais higiênicos. Há também os de aço inox, muito mais duráveis, fáceis de limpar, não soltam resíduos e não alteram o sabor dos alimentos.

Gostou do nosso post de hoje? Fique à vontade para curtir e comentar ou sugerir assunto para os próximos!