Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

Segurança na Cozinha do seu Restaurante

Para quem trabalha na produção de alimentos, sabe que existe uma série de exigências que devem ser levadas em consideração referente a segurança na cozinha do seu empreendimento.

Em uma cozinha industrial, existem vários utensílios e equipamentos que podem causar graves acidentes, sendo assim, é de suma importância frisar sobre a segurança do trabalho em restaurantes. A segurança no local de trabalho é uma questão que deve ser discutida indiferente da área de atuação.

Para quem trabalha na produção de alimentos, sabe que existe uma série de exigências que devem ser levadas em consideração referente a segurança na cozinha do seu empreendimento. A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) é a responsável por garantir a eficiência e aplicar multas aos estabelecimentos que não cumprem com tais exigências.

A seguir, apresentaremos alguns pontos que precisam ser analisados, garantindo a segurança de todos e respeitando as normas estabelecidas.

• Riscos de queimaduras: ao acender as bocas do fogão, utilizar acendedores elétricos ou palitos de fósforos longos.
• Riscos de cortes: utilizar luvas de malha de aço para cortes em equipamentos perigosos.
• Riscos de quedas: manter a limpeza na área ao redor do fogão e das fritadeiras após o uso, pois o óleo respinga no chão deixando-o escorregadio.
• Riscos de choque elétrico: ao lado de cada equipamento, fixar um aviso alertando para que os mesmos, sejam desligados corretamente e não puxados pelo fio.

Quais os riscos que um restaurante oferece?

Muitos acham que os riscos dentro de uma cozinha se resumem a cortes, queimaduras e lesões, mas esses são apenas alguns dos riscos que podem acontecer em um restaurante. Abaixo seguem as cinco categorias existentes:

• Acidentes: máquinas e equipamentos sem proteção, ferramentas impróprias ou com defeito, iluminação e eletricidade inadequadas, probabilidade de incêndio ou explosão, armazenamento inapropriado, animais peçonhentos;
• Físicos: ruído, pressão, umidade, vibrações, calor, frio, cortes, queimaduras, choques elétricos, quedas e perfurações.
• Químicos: substâncias que podem penetrar pela via respiratória, alvejantes, detergentes, removedores de gordura, vapores e gases dentro de uma cozinha.
• Biológicos: contaminações por bactérias, fungos, parasitas e vírus.
• Ergonômico: levantamento de peso, ritmo excessivo de trabalho, esforço físico intenso, movimentos repetitivos, postura incorreta e posições incômodas.

As normas de segurança melhoram as condições de trabalho e previnem acidentes, lesões e contaminações que possam comprometer o bem-estar dos colaboradores.

Ao melhorar as condições de trabalho, o funcionário irá ficar mais satisfeito, fazendo com que os índices de demissões e afastamentos de trabalho caiam consideravelmente. O restaurante é um ambiente que trabalha com o público, é importante que todo o trabalho realizado seja feito de forma organizada, com segurança e higiene.

É função da empresa fornecer boas condições de trabalho, sendo que as bancadas não podem ser muito baixas, o ambiente de trabalho deve ser espaçoso e bem arejado, os utensílios precisam ser funcionais e deve-se fornecer todos os meios necessários para a realização dos trabalhos com excelência.

A estrutura deve ser planejada sob critérios técnicos de higiene e segurança, com um ambiente que permita ao máximo, eficiência e agilidade. A superfície dos utensílios, precisa ser lisa para facilitar a limpeza e evitar riscos de contaminação.

Os cabos das panelas, devem estar sempre em boas condições de uso e virados para a parte de dentro do fogão. Evitar panos e toalhas próximos a fogões também é uma das recomendações de segurança do trabalho em restaurantes.

Os utensílios usados na cozinha precisam estar adequados às atividades do dia a dia, além de proteção individual dos colaboradores. Facas e equipamentos afiados precisam ter proteção e serem guardados de modo que não venham a causar acidentes.

Os equipamentos encontrados dentro das cozinhas industriais também são projetados para receber um grande volume de ingredientes. Maquinários como fogões, refrigeradores, mesas, estantes, prateleiras e pias devem ter boa procedência e atender as exigências necessárias para garantir refeições saudáveis e com padrão de qualidade.

As superfícies utilizadas nas bancadas de apoio e manipulação não devem ser porosas, precisam ser livres de buracos, fendas e rachaduras, evitando que acumulem resíduos, umidade ou que alguém possa se cortar neles. O aço inoxidável é o mais indicado e amplamente utilizado na criação de diversos materiais, inclusive na indústria gastronômica.

É necessário que o RH e o fornecedor estejam sempre supervisionando o trabalho na cozinha. Os colaboradores devem passar por treinamentos para que saibam avaliar riscos e evitar situações de perigo priorizando sempre a segurança. O treinamento agrega responsabilidade e conhecimento aos funcionários que, estando cientes do que pode ocorrer, estarão atentos e evitarão criar situações de riscos.

Tanto a empresa quanto os colaboradores devem entender a importância da segurança do trabalho e que tais medidas propiciam um ambiente seguro. Em restaurantes, uma boa assessoria na área de segurança do trabalho é essencial para o funcionamento com êxito do local.

Como você pode observar, investir em segurança no trabalho significa proteger seus funcionários e garantir o futuro da empresa. Agora que já têm ciência das diversas dicas de segurança no trabalho é só implementar um plano de ação na sua empresa.

“Não lamente o acidente que já aconteceu, comemore o acidente que você foi capaz de evitar.”
(Maria Ivonete Rodrigues Ramos – Unimed)

 

Acesse o site da Loja Brazil e confira soluções seguras em Aço Inox para sua cozinha!