Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

Ghost e Dark kitchens – uma opção de negócio

Você já ouviu falar das Dark kitchens? Também conhecidas como cozinhas fantasmas - ou ainda restaurantes virtuais - elas podem ser uma ótima opção de negócio para quem deseja otimizar ganhos e minimizar custos.

Você já ouviu falar das Dark kitchens? Também conhecidas como cozinhas fantasmas – ou ainda restaurantes virtuais – elas podem ser uma ótima opção de negócio para quem deseja otimizar ganhos e minimizar custos. Pensando em maximizar a eficiência, esse novo segmento de food service vem se tornando tendência e vem ganhando cada vez mais adeptos, principalmente em tempos de quarentena em que os serviços de delivery nunca estiveram tão em alta: esse modelo consiste na substituição dos estabelecimentos físicos por “cozinhas fantasmas” – assim, ao invés de irem pessoalmente consumir no estabelecimento, os clientes fazem seus pedidos por meio de app ou telefone e recebem a comida em suas casas. Já pensou em todas as vantagens que esse modelo proporciona?

Ao precisar de somente uma cozinha bem equipada, há uma considerável redução no custo operacional do empreendimento, uma vez que esse modelo de negócio não necessita de garçons e diversas despesas relativas ao salão de um restaurante, como mesas, cadeiras, decoração, etc. Dessa maneira, além de haver uma contenção de gastos e redução no número de empregados e por conseguinte de salários, Além disso, outra importante vantagem desse food service é que a localização já não é mais um fator determinante como seria para um restaurante tradicional – a cozinha fantasma pode estar localizada em áreas cujos aluguéis sejam mais baixos e em espaços menores, o que leva a ganhos ainda maiores. Nesse tipo de serviço importa ter um excelente serviço de delivery para que as entregas sejam realizadas com segurança e, como falado anteriormente, contar com todos os equipamentos e bancadas que uma cozinha industrial necessita.

Ao optar por um modelo de negócio apenas focado na entrega, abandonando o conceito tradicional do restaurante no seu modelo “físico”, o empresário, além de reduzir custos operacionais e ampliar seus ganhos, estará alinhado com os novos serviços online de entrega de comida que vem ganhando cada vez mais espaço – prova disso é o aumento da demanda e da diversidade dos apps que proporcionam esse tipo de serviço. É importante ressaltar que o crescimento do delivery já era uma tendência que vinha sendo observada nos últimos tempos, e com a eclosão da pandemia da COVID-19 e a restrição na mobilidade que com ela adveio, os hábitos de consumo mudaram consideravelmente nesse período, com isso o protagonismo que esse tipo de serviço vem ganhando apenas ficou evidenciado, mostrando que essa é uma tendência que veio para ficar.

Outro conceito que vem chamando a atenção do empreendedorismo digital nos últimos tempos é a ideia do compartilhamento: dividir esforços para multiplicar os lucros. Essa ideia também está atrelada ao “dark kitchen”, sendo perfeitamente possível de ser aplicada nas cozinhas fantasmas: grupos de restaurantes diferentes podem operar na mesma “dark kitchen” de forma compartilhada, já que o objetivo do serviço é a entrega final do pedido via delivery. Essa é uma opção viável que diminui ainda mais os custos, possibilitando uma maximização ainda mais vantajosa dos ganhos. Aumentar as receitas, diminuir os custos e acompanhar o crescimento do mercado de entrega on-line, um dos setores que mais cresceu nos últimos tempos: o que você está esperando para aderir à dark kitchen?

 

Para ficar por dentro das nossas novidades e ter acesso a mais conteúdos exclusivos siga a Loja Brazil no Facebook!