Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

Como a alimentação influencia no meio ambiente?

Nossa alimentação tem um papel essencial na prevenção de doenças e até mesmo no tratamento delas.

Quando falamos em sustentabilidade, logo nos vem a cabeça algumas ações: não poluir, preservar o meio ambiente, reciclar lixo, economizar água, dar preferência à fontes alternativas de energia etc. Porém, raramente nos lembramos de relacionar a nossa atividade mais básica com os impactos negativos provocados ao meio ambiente: o ato de nos alimentarmos.

O homem foi criando novas formas de manusear o solo e as populações cresceram progressivamente, aumentando a demanda por alimentos. Resultando assim, em uma agricultura transformada em indústria, passando a utilizar métodos artificiais, fertilizantes e pesticidas químicos, irrigação, manipulação genética e uso de hormônios em animais, visando sempre o aumento da produção e consequentemente o lucro.

Se por um lado esses aspectos são considerados positivos, sendo intitulados como desenvolvimento ou modernidade, por outro, é nítido que o modelo de alimentação industrializado é prejudicial, podendo causar sérios danos à conservação do meio ambiente e também à saúde da humanidade.

Nossa alimentação tem um papel essencial na prevenção de doenças e até mesmo no tratamento delas. Mas o impacto do que comemos vai muito além disso. A gastronomia sustentável tem, direta ou indiretamente, um importante papel social, econômico, cultural e ambiental.

Para que possamos contribuir de forma significativa com o meio ambiente, algumas ações são necessárias, garantindo assim a nossa qualidade de vida e a segurança das futuras gerações. Podemos destacar alguns princípios:

  • Preferência de alimentos à base de plantas;
  • Consumo, quando possível, de alimentos orgânicos;
  • Escolha por produtos regionais e sazonais;
  • Preferência a alimentos minimamente processados;
  • Economia de recursos e contenção do desperdício de alimentos;
  • Conservação da biodiversidade e proteção de espécies ameaçadas de extinção;
  • Redução da emissão de gases poluentes e da produção de resíduos;
  • Respeito à cultura de cada região.

Estudos comprovam que, com o grande aumento da população, precisamos de ações para termos alimentos suficientes e, ao mesmo tempo, preservarmos os recursos naturais do planeta. Dentre os fatores analisados, concluiu-se que, o consumo de frutas, vegetais e legumes teria que dobrar, e a ingestão de carne vermelha e açúcar, teria que ser reduzida consideravelmente.

Além dessas medidas, atitudes como investir em equipamentos mais tecnológicos e econômicos, adotar boas práticas para diminuir o desperdício e realizar o correto descarte dos materiais, também são etapas fundamentais rumo a uma gastronomia cada vez mais sustentável.

Para ficar por dentro das nossas novidades e ter acesso a mais conteúdos exclusivos, siga a Loja Brazil nas redes sociais!