Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

Chef de Cozinha: como contratar?

Para te ajudar na escolha de um chef de cozinha, preparamos alguns pontos que devem ser considerados e as principais atribuições. Confira!

A tarefa mais famosa de um chefe de cozinha é ser responsável pela cozinha em geral, pela produção, processo de encomenda de produção e controle de qualidade. Para muitas pessoas, isso é visto como o ponto alto de suas carreiras e para chegar lá, é preciso muito estudo, preparação e prática.

Você sabe como contratar chefe de cozinha e o que deve ser considerado nessa relação? Para te ajudar nessa escolha, preparamos alguns pontos que devem ser considerados e as principais atribuições de um chefe. Confira!

Quais as funções de um chef de cozinha?

Muitas vezes, no imaginário popular, ser chefe de cozinha é comandar um local de trabalho cheio de aromas e sabores e, após a entrega de um belo prato, ter o reconhecimento dos clientes pelo seu trabalho.

Embora isso possa até se concretizar, a verdade é que os deveres de um chefe de cozinha vão muito além da gastronomia e concentram-se nas funções de cozinheiro, administrador, gestor de pessoas, inspetor sanitário, etc.

Muito mais que exímios cozinheiros, os chefes de cozinha possuem uma série de atribuições essenciais para o bom funcionamento de um estabelecimento de comidas e bebidas.

O chefe é a autoridade máxima e quem gerencia todos os afazeres dentro de uma cozinha, supervisionando os diferentes profissionais que ali atuam e todos os processos do dia a dia, da compra dos insumos ao prato finalizado que será servido ao cliente.

Dentre as principais atribuições do chefe de cozinha, podemos destacar:

  • Elaborar o cardápio;
  • Criar pratos e desenvolver fichas técnicas;
  • Administrar o estoque (compra e saída de insumos e estocagem);
  • Coordenar a equipe de cozinha;
  • Verificar a qualidade de execução e apresentação dos pratos;
  • Supervisionar as boas práticas de higiene, segurança e apresentação pessoal, entre outros.

Como podemos observar, do bom chefe exige-se muito mais do que saber cozinhar. Ele é a figura em torno de quem todos os processos do cotidiano da cozinha vão girar.

Nesse contexto, é primordial que o profissional seja bem qualificado e mantenha-se em constante atualização e aprimoramento, realizando cursos e especializações que possam aprofundar seus conhecimentos, não apenas em gastronomia, como também em áreas como administração e gestão de pessoas.

O que difere um chef de cozinha de um cozinheiro?

Ao contrário do que muitos pensam, o chefe de cozinha também coloca a mão na massa. Porém, há uma diferença entre ele e os cozinheiros: o chefe é aquele que geralmente tem formação acadêmica – prática e teórica, para atuar na área, seja cozinhando, planejando e elaborando os cardápios.

imagem blog chef de cozinha 793 x 305 px - Chef de Cozinha: como contratar?

Muitas vezes, a formação acadêmica não é suficiente para o cargo de chefe, esse profissional precisa de muitos anos de trabalho e domínio das práticas para ser reconhecido para o cargo.

Como vimos, o chefe de cozinha é o responsável por organizar e coordenar a cozinha de um restaurante, já o cozinheiro, é quem efetivamente faz as preparações. Enquanto os chefes planejam o prato, o pré-preparo, o preparo, a finalização, a qualidade dos alimentos e os métodos de cozimento, são os cozinheiros que executarão o processo. Em outras palavras, é o chefe que comanda o trabalho dos cozinheiros.

Qual é a importância de contratar um chef profissional?

Muitas vezes, na descrição do cargo de chefe de cozinha, exige-se que este, tenha formação para exercer a atividade e é claro, um diploma em uma escola de gastronomia pode ser importante para o cargo, mas a verdade é que um chefe realmente precisa ter, é dedicação, talento e ser capaz de gerenciar pessoas, tarefas e até conflitos.

Aliás, muitos dos chefes de cozinha mais importantes do mundo nem chegaram a passar por uma escola de gastronomia – embora haja também aqueles que possuem uma formação profissional que ajudou muito em suas carreiras.

Além das características da experiência no dia a dia de uma cozinha, do bom chefe exige-se uma série de habilidades interpessoais indispensáveis para sua profissão, características que vão além das habilidades adquiridas em cursos e que devem ser trabalhadas e aprimoradas diariamente.

Uma delas é compreender que trabalhar em uma cozinha é, sobretudo, um trabalho em equipe. Sendo assim, é fundamental que o chefe seja um profissional com capacidade de liderança, flexível e paciente, que saiba suportar pressões e estar disposto a aprender e a ensinar todos os dias.

Apesar de lidar grande parte do tempo com a equipe de cozinha, frequentemente o chefe interage com clientes, o que torna especial que ele seja sempre cordial, respeitoso e simpático.

Como contratar um bom chef de cozinha?

Primeiramente, é necessário estabelecer que tipo de chefe de cozinha você está à procura e anunciar. Este anúncio pode ser em redes sociais, canais de divulgação e com pessoas que atuam no mercado. No anúncio, é indispensável algumas informações, como o perfil do profissional, características do seu negócio, além do horário de funcionamento do seu estabelecimento.

Indicações

O primeiro passo para encontrar um bom profissional é pedir indicações de pessoas que já tenham trabalhado ou que conheçam algum chefe de cozinha. Você pode buscar por empresas de RH e indicações em faculdade que oferecem o curso de gastronomia.

Dar oportunidade para quem já trabalha na cozinha, é uma opção muito estratégica, pois pode ter uma pessoa capacitada à espera de uma promoção e continuar as tarefas com um pessoal de confiança.

Currículo profissional

No currículo, poderá verificar se as referências foram em bons locais, formação acadêmica bem como as tarefas que está habituado a exercer. Após a realização dessa análise e entrevista, outros fatores o contratante deve considerar.

imagem blog chef de cozinha 2 793 x 305 px - Chef de Cozinha: como contratar?

Será importante consultar as experiências anteriores. Telefonar ou enviar e-mail para os restaurantes mencionados e conhecer as razões pelas quais deixou de trabalhar neles.

Degustação

Observar o seu desempenho na cozinha é a prova mais importante. Por mais que a gastronomia tenha seus métodos é a parte teórica que precisa ser respeitada pelos profissionais, o ato de cozinhar e planejar um prato são tarefas muito pessoais de cada um.

Cada chefe costuma ter uma marca registrada, que provavelmente é seu tempero mais comum ou a apresentação. Cabe ao gestor decidir se este profissional se adequa ao estilo do seu restaurante e se ele atenderá às necessidades.

O trabalho na gastronomia é antes de tudo uma vocação. Trata-se de uma tarefa que requer verdadeiramente uma paixão, a mesma ou similar que todos os envolvidos do restaurante necessitam ter. Assegure-se de contratar o melhor chefe que possa comandar a sua cozinha na mesma direção e com o mesmo sentimento.

Para que o chefe e sua equipe possam desenvolver plenamente as suas atividades todos os dias, é importante que o ambiente de trabalho esteja à altura das demandas e das exigências do estabelecimento em que trabalham.

Para isso, é importante contar com uma cozinha bem equipada, cada detalhe deve ser cuidadosamente planejado de acordo com o espaço – mesas e bancadas em aço inox, prateleiras de aço inox, estante em inox, coifas, fogões industriais, refrigeradores, entre as diversas variedades de utensílios de cozinha.

Acompanhe-nos nas redes sociais e assine nossa newsletter. Conheça também os melhores equipamentos em aço inox, clique no botão abaixo e saiba mais:

Equipamentos em Aço Inox